quinta-feira, 27 de outubro de 2016

ENTREVISTA COM O CANIBAL.

Issei Sagawa tinha 32 anos quando matou sua amiga Renée Hartevelt. Atirou pelas costas enquanto Renée lia um poema à seu pedido, depois desmembrou seu corpo, guardou algumas partes na geladeira e comeu outros pedaços. Issei vivia na época em Paris, onde fazia pós-graduação em literatura. Renée Hartevelt era uma colega de curso por quem ficou fascinado. Dias após tentar se livrar do que restou do corpo, foi preso. Na prisão foi classificado como insano e deportado para o Japão, sua cidade de origem. Ao chegar no Japão, Issei foi solto, não cumpriu pena. Permanecendo livre, Sagawa foi tratado como um tipo de celebridade, onde foi contratado por editoras para escrever livros. Issei Sagawa escreveu mais de 20 livros e ganhou dinheiro com sua história de canibalismo. Conta-se que hoje vive em Tóquio. A vice fez um documentário onde Issei conta a história.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

PLAY #10.






Um amigo já tinha me falado do Dinosaur Jr muito, muito tempo atrás, mas eu nunca fui atrás de conferir. Uns meses atrás caiu o disco novo deles; "Give A Glimpse Of What Yer Not", e aí então fui ouvir o som do trio. Gostei ó. E não sei "purquê" na hora que ouvi o som da banda pela primeira vez, lembrei entre um Nirvana e coisas similares, de alguma coisa dos Stooges também. Minha cabeça é bem esquisita em fazer associações. Mas vá lá, brinquei com isso enquanto criava essa playlist aqui. Além dos dinossauros, os dois, tem Pixies, Bully e Wilco.

Baixaqui.

1 Pixies - Bone Machine
2 Bully - Brainfreeze
3 Dinosaur Jr - Goin Down
4 Iggy and the Stooges - Sex and Money
5 Dinosaur Jr - Tiny
6 Iggy and the Stooges - Ready to Die
7 Iggy and the Stooges - Dd's
8 Pixies - Talent
9 Bully - Reason
10 Wilco - Box Full Of Letters

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

OSSOS DO OFÍCIO

Ela chora de saudade
E clama pela cidade
Que não nos olha de frente.

Eu me deito no chão
Sinto pedras e agulhas
Que aos poucos me penetram
Ossos de reserva.

Deito-me. Lembro um sonho
Que tive noite passada.
Penso em transformá-lo em filme.