quarta-feira, 13 de agosto de 2014

APRENDENDO E PASSANDO A FRETE.

Romance em doze linhas

quanto falta pra gente se ver hoje
quanto falta pra gente se ver logo
quanto falta pra gente se ver todo dia
quanto falta pra gente se ver pra sempre
quanto falta pra gente se ver dia sim dia não
quanto falta pra gente se ver às vezes
quanto falta pra gente se ver cada vez menos
quanto falta pra gente não querer se ver
quanto falta pra gente não querer se ver nunca mais
quanto falta pra gente se ver e fingir que não se viu
quanto falta pra gente se ver e não se reconhecer
quanto falta pra gente se ver e nem lembrar que um dia se conheceu.

Bruna Beber

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

FICÇÕES DA VIDA REAL.

Minha Mãe - O Felipe morreu.
Minha Avó - Ele tinha filhos?
Minha Mãe - Não sei. Sei que ouvi dizer que ele tinha muito era chifre.
Minha Avó - Vixe!
Minha Mãe - É o que diziam era que ele tinha, muito era chifre. Era muito era corno.
Minha Avó - Então foi melhor ele morrer mesmo.
Eu – HAHAHAHAHAHA
Minha mãe com cara de quem não entende.

Minha avó – É, se uma pessoa leva tanto chifre assim, melhor é morrer mesmo.