quinta-feira, 11 de julho de 2013

BNB GANHA NOVA SEDE.

Recebi ontem esse link com uma notícia legal, para amenizar o post passado.
_____

Centro Cultural do Banco do Nordeste ganha nova sede


Após nove meses de indefinição, o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) volta a ter uma sede: o prédio onde hoje funciona o Centro de Referência do Professor, na rua Conde D’Eu, nº 560, no centro. A concessão de uso do espaço foi publicada no Diário Oficial do Município do dia 28 de junho, divulgado ontem. Por meio da Lei nº 10.072, a Prefeitura cedeu o prédio à instituição bancária durante 20 anos, prorrogáveis pelo mesmo período. De acordo com a publicação, o prédio público está avaliado em R$ 5,5 mi.

O projeto de lei tramitava na Câmara Municipal desde 6 de dezembro do ano passado, quando foi enviado pela ex-prefeita Luizianne Lins. Dias depois, o vereador Elpídio Nogueira (PSB) pediu vistas ao projeto, que só foi aprovado agora.
A assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor) informou que, em contra-partida, o Banco do Nordeste irá manter as atividades da Galeria Antônio Bandeira, que funciona no prédio, em parceria com a pasta, numa gestão compartilhada. Ainda em fase de negociação, conforme a superintendente de marketing e comunicação do Banco, Melina Barbosa, a programação do Centro de Difusão Sociocultural, no Mercado Público do bairro Bela Vista, também deve ser dividida entre o órgão da Prefeitura e o BNB.
Ainda segundo a Secultfor, o contrato entre Prefeitura e BNB será firmado no dia 18 de julho. “Esperamos que até o final do mês ou começo de agosto”, confirmou Melina.
Ocupação
De acordo com a superintendente do BNB, o Centro Cultural só pode ocupar o prédio depois de assinado o contrato. Enquanto isso, a equipe do banco trabalha no projeto de ocupação para migrar todas as atividades do CCBNB para o espaço o mais breve possível. Melina pontuou que ainda será necessário fazer alguns melhoramentos no prédio, respeitando sua estrutura. 
 “O objetivo é disponibilizar um lugar amplo, com as melhores condições e voltar a oferecer a programação cultural como a gente sempre fez. Estamos trabalhando celeremente”, afirmou Melina.
Enquanto o centro cultural não migra para a nova sede, as atividades continuam acontecendo nos espaços que têm parceria com o BNB, a exemplo da Vila das Artes, do Cuca Che Guevara, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, citou a superintendente. (Raphaelle Batista - raphaellebatista@opovo.com.br)

quarta-feira, 10 de julho de 2013

EU GOSTO MAIS DE LIVROS DO QUE PESSOAS.

E a notícia mais triste e estranha da semana recebi ontem. O Centro Cultural BNB vai fechar as portas. Antes, o que seria só uma mudança de prédio, agora parece que realmente o centro irá fechar. A biblioteca já está neste processo, ainda aberta essa semana até sábado apenas para devoluções, e depois, fechada sem data para abrir, e se é que vai reabrir. Perder um centro cultural nessa cidade pobre em que vivemos é uma violência gigantesca, o fechamento de uma biblioteca nessa cidade nossa tão pobre de boas bibliotecas é algo descomunal. Não saberia ao certo dizer quantas coisas descobri através do BNB, quantas bandas que vi e descobri lá em shows, peças assistidas e livros pegos na biblioteca, novos autores descobertos naquelas estantes. E agora, fechado. Os participantes do Clube do Leitor querem fazer um tipo de manifestação próximo sábado em frente ao prédio do BNB, uma manifestação com livros e leituras na praça reivindicando o fechamento da biblioteca. Então, pra rapeize que tá querendo movimentar a cidade, seria interessante aparecer por lá próximo sábado as 15 horas. Também está circulando lá um abaixo assinado contra o fechamento do centro. Perder um espaço como aquele nessa cidade é como perder um amigo.

terça-feira, 9 de julho de 2013