segunda-feira, 29 de agosto de 2011

RES DUBIA, REINALDO!

A lua flutua entre as quatro paredes de meu quarto

Os prédios crescem muros aqui dentro

Crescem alto e eu penso grande.


Jesus cristo me olha e me aponta dois dedos (como se fosse arma)

Eu crio monólogo e digo o que penso

Sinto e sobre todas as perguntas não respondidas,

Ele me observa sem responder

Mas repentinamente diz que tenho que enxergar.


De minha janela vejo que o mar esta fechado para reformas,

Me pergunto que grandes mudanças farão (faremos).

Carros passam rápido

E o verde desliza pela paisagem.


Sinto que um outro mundo está mais próximo de mim agora

Mas revoluções dissolvem-se em meus dedos

Como se fosse água.


Meus amigos estão cada vez mais distantes e sérios

Todos com empregos fixos nos bolsos.

Eu continuo sentado fazendo versos

E me perguntando se isso poderia ser considerado poesia.


22/08 /05 – 04:30

sábado, 20 de agosto de 2011

ÉRIKA, VIOLÃO, GUITARRA, SEREIAS VERDES.

Na terceira visita à Fortaleza, segunda vez que toca no CCBN, a cantora Érika Machado fez ontem um show banco violão guitarra, tocando músicas focadas em seu primeiro lançamento “No Cimento” disco de 2006, e mandou algumas também de “Bem Me Quer, Mal Me Quer” disco lançado em 2009.


Em show calmo, leve, bonito, terno, Érika se apresentou com a simpatia de sempre e aquela ponta de timidez que me faz achar bonito uma cantora que se apresenta meio tímida em um palco, e que ao fechar os olhos canta com emoção, mostrando sentimento verdadeiro pela música.

Com suas sereias verdes e músicas sempre bonitas, Érika trouxe beleza ao fim de tarde começo de noite do Forte Fortaleza.

Para quem ainda não ouviu o som de Érika Machado, vá lá ao site da moça que tem link para download do disco que é altamente recomendado.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

UM CAFÉ POR AÍ.



"Café Paris" é um curta metragem de 2004 escrito e dirigido por Adalgisa Luz, contando a história de Magnólia, uma garota meio perdida que trabalha em um escritório e pretende escrever um livro, mas enquanto adia sua vida sempre para um futuro, perambula por cafés da cidade pensando em como encontrar seu próprio caminho. O curta de 9 minutos tem aquela sensação de pop art misturando fotografia com desenho em uma colagem muito boa, que lembra um rodoscópia digital. Depois de passar e ser recusado em festivais, "Café Paris" foi postado no Youtube. Aqui tem uma entrevista onde a diretora do filme comenta sobre a produção e suas influências.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

QUANDO CAIR O VÉU NOTURNO.

Insones

Quando cair o véu noturno
Quero que me coma.
O teu pau em minha entranha.
A tua língua que me arranha
o céu da boca
e o juízo.

Um desejo vil
de deitar na tua cama
amassada e suja
de espasmos
e espermas
abrindo poros e pernas
até deixar o corpo rubro.

Quero deixar suor e pêlos
impressos no teu lençol
que irá ao chão com desespero
assim como nossas roupas
que não servem pra nada.

___________

Patrícia Lopes voltou a seu Quarto Vermelho.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

ESTE MÊS ENCARNAREI EM TEU CADÁVER LÁ NA VILA.

Neste mês de agosto a Vila das Artes dá continuidade à Mostra "Desvios e Descobertas" com 3 filmes sempre exibidos quarta-feira às 17:30. Programação ó:

AGOSTO

Dia 3/8 - Serras da Desordem, de Andrea Tonacci (2006)

Dia 10/8 - Pan-cinema Permanente,de Carlos Nader (2008)

Dia 17/8 – Pacific, de Marcelo Pedroso (2009)

E nas quintas às 18:30 serão exibidos pelo grupo de estudo 24 Quadros a MostraO Estranho Mundo de Zé do Caixão” com 5 filmes de José Mojica Marins, este mestre do cinema de terror trash brasileiro. Ó os filmes que irão passar:

Dia 04 – “À Meia-Noite Levarei Sua Alma” (1964)
Dia 11 – “Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver” (1966)
Dia 18 - “Encarnação do Demônio” (2008)
Dia 25 - “O Estranho Mundo de Zé do Caixão” (1968)
Dia 26 - “Ritual dos Sádicos
” (1970)

Lá na Vila.