segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

FEIRA DE ANIMAIS NO BENFICA.

Tenho que confessar que não sou muito de animais perto de mim, coisa minha, mas a companheira Suzan Pagani além de fazer um trabalho muito bonito com sua arte, sempre me envia estes cartazes sobre a Feira de Adoção GPA e Amigos, e pra mim é uma idéia muito boa essa dela e do grupo, poucas pessoas sabem realmente a importância de um animal e os respeitam como seres vivos, muita gente acaba os usando como acessórios dentro de casa, como se fossem mesas, coisas. Então ver um grupo que tenta trabalhar dando importância aos animais é sempre legal.

Aí no cartaz tem os contatos para o grupo, e fica a dica para a rapeize de Fortaleza que possa vir neste blog aparecer próximo sábado no Shopping BenFica próximo sábado à partis das 10 da madruga para adotar um animal ou ajudar o grupo com algo. Se der certo estarei por lá nem que seja para dar um abraço na Suzan.

sábado, 29 de janeiro de 2011

NATALIE MOTHER FUCKER!!! I WANNA FUCK YOU TOO!!!

Ser completamente apaixonado por Natalie Portman já não é coisa muito difícil, ainda mais com ela linda como sempre deste jeito repleta de raiva e violência mandando todos estes MODAFOCA, I WANNA FUCK YOU TOO e YOU SHUT THE FUCK UP AND SUCK MY DICK. Definitivamente, o melhor vídeo Rap que encontrei nestes tempos, via@ Bruno Frika.


Ok vamos lá, e Fuck You too!!!


┌∩┐(_)┌∩┐

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ME DIGA, TÔ GATIS?

Julio Cortázar

E aí, tô gato?

Tô revelando o que há de fantástico e raro na vida cotidiana com uma prosa armada de ambígua naturalidade?

David Goodis

Me diz aí, tô gato?

Tô retratando com obsessão a solidão das vítimas, a apatia dos fracassados e o abandono dos decadentes?

Isaac Asimov

Meu filho vem cá: tô gato?

Tô criando um universo onde as máquinas existem à imagem e semelhança dos homens?

Aldous Huxley

Tô gato?

Tô subvertendo a forma tradicional do romance pra fazer uma sátira sobre a desumanização do século XX?

J.G. Ballard

Tô gato?

Tô fundindo o real, o pesadelo e a alucinação lisérgica no estranho casamento entre a erótica e a mecânica numa obra visionária da qual ninguém sai ileso?

Raymond Chandler

E eu, tô gato?

Tô sendo mestre em criar atmosferas densas, quase mórbidas e na maioria das vezes violentas em uma prosa direta, refinada e irônica?

____

Tudo isso e muito mais no Tumblr Tô Gato? Onde com muito humor um certo canalha analisa e tira uma boa onda dos grandes mestres disso que chamam de literatura sobre “O que pensam os gigantes da literatura antes de sair pra balada, inspirados pelas orelhas de seus próprios livros.” Um de meus Tumblrs prediletos, porque fazer humor com ironia e ficar algo bem bolado só sendo para estes caras que sempre foram muito gatos mesmo.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

A PALAVRA NUNCA.

Existem certas experiências que a literatura lhe proporciona. Como a de ler uma estória onde o escritor descreve a caminhada de uma patrulha de soldados em plena guerra, e descreve a chuva que começa, o cheiro do mato molhado e bosta de vaca, e você, deitado em sua cama, dentro do seu quarto com as janelas fechadas em plena duas horas da madrugada começa a sentir o cheiro de mato molhado. É um ponto em que você está tão compenetrado na estória, em que o escritor consegue lhe envolver tão bem e o segura na narrativa, que ela começa a tornar-se algo palpável dentro de você. Você está dentro da narrativa, ela faz parte de você agora. As palavras e seu poder. E foi algo assim que aconteceu comigo enquanto lia uma das estórias do livro “A Palavra Nunca” de Eric Nepomuceno.

Livro de contos escrito entre os anos 70 e começo dos anos 80, os contos foram escritos antes de meu nascimento, e me caiu nas mãos a uns 6 anos atrás por via de um professor. Reencontrei o livro no final de dezembro de 2010 em um sebo, enquanto procurava algum um livro para presentear. E assim que o vi, logo tratei de colocar em meu bolso.

Em “A Palavra Nunca” Eric Nepomuceno fala em seus contos sobre a infância, sobre o tempo que passa, sobre as mudanças que a vida proporciona, sobre tempo que não pode mais voltar. Fala belamente da saudade da infância, de amores jogados fora, de pessoas abandonas e nunca esquecidas. Fala da memória e em como ela pode se tornar uma cicatriz pronta a ser aberta a qualquer momento pelas gavetas da mesma memória.

Dividindo o livro em 5 partes; “Histórias da Primavera”, “Histórias de Inverno”, “Histórias sem tempo”, “Histórias do Outono” e “Histórias de um Tempo Qualquer”, Nepomuceno escreve sobre a solidão, medo, descrença e o horror que é a guerra, costurando maravilhosamente contos que se tornam quase reais quando lidos. As sensações são emanadas a ponto que o leitor possa sentir um cheiro, um gosto, uma tristeza, a ponta da melancolia de um tempo em que todos vivemos, e que já se foi. E que nunca poderá ser recobrado.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O MEDO.

Onde permaneço em um lugar que mal conheço?

Em que coração habito sem saber que ali fui colocado?

Em que olho estou para ser observado?

Em que poema existo sem saber que ali fui escrito?

Em que quadro vivo sem saber que ali fui pintado?

De que lado estou no qual a escuridão me habita dia e noite?

Que sofrimento sou que coroe algum peito?

Que paixão sou sem sabe que acabei despertando?

E que vida é essa que por mim ainda não foi encontrada?


_____

E para comemorar os mil acessos a este humilde, porém limpinho blog, "O Medo", poema que abre “Quatro Paredes”, livro meu ainda inédito.

sábado, 15 de janeiro de 2011

PARA OS PEDAÇOS DE CARNE.

...

Assim como sabemos que podemos ajudar um pouco sempre. No fundo todos nós sabemos que podemos melhorar essa droga de mundo se quisermos. Mas não queremos...

Mas é assim que a gente leva a vida. Sempre achando que é melhor não se meter nos problemas do mundo, pois isso só aumentaria os nossos próprios problemas como se não vivêssemos nesse mundo, como se não precisássemos uns dos outros. A gente tem todo dia a chance de transformar a vida das pessoas em algo melhor. Motivos não faltam para que tomemos a atitude de agir na hora certa e fazer o que tem de ser feito, mesmo que saibamos que sozinhos não salvaremos o mundo da destruição para a qual ele se dirige inexoravelmente. A velha história do beija-flor que quer apagar o incêndio...

Se algum dia você, assim como eu, teve uma dessas chances de se revoltar contra a injustiça, a covardia e a desonestidade e, como eu, não agiu sob uma justificativa qualquer e, como eu está se sentindo um grande e enorme pedaço de merda ambulante, não se preocupe: é exatamente isso que você é. E seu sentimento de culpa, assim como o meu, não vai consertar as coisas.

...

___


Saiu mais uma crônica phoda de meu companheiro e herói infiltrado Ed, O Vórtice, em seu Domo Solar, um dos blogs que você tem que ler nesta vida. O texto é sério, e acaba fazendo você se sentir como um grande pedaço de merda ambulante (pelo menos foi assim que me senti quando acabei de ler), mas acredito e penso que a idéia tem que ser assim, para ver se nós, pedaços de carne neste mundo, pensamos um pouco em mudar algo do que está em nossa volta, ao invés de sempre dizer que não temos nada com isso.


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

ROCK CORDEL EM QUINTA EDIÇÃO.

Nesta terça-feira passada teve início no Centro Cultural BNB o festival Rock Cordel, que na sua quinta edição traz sempre bandas e músicos independentes do cenário cearense e de outras cidades. Diferente de eventos que dizem ser festival mais são na verdade são caça níquel, o Rock Cordel trabalha com a música independente, bandas que existem nesta cidade, e tenta dar uma voz mais forte à elas, também tentando criar um intercâmbio com outras bandas de outras cidade, trazendo novidades.

Como sempre, o festival inteiro tem a programação inteira de graça, e neste ano além de ser apresentado no Centro Cultural BNB de Fortaleza, Cariri e Sousa, também serão apresentados nos espaços culturais Cuca Che Guevara, Centro Cultural do Bom jardim, e Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Neste ano a programação como já pude dar uma conferida parece estar bem mais pautada no Rock mais pesado, bandas de Hardcore, Trahs Metal, Metal Core e coisas do tipo, não trazendo tanta pluralidade como em todas as outras edições onde sempre se mistura mais estilos.

Dando uma passada no BNB esta semana já encontrei com os vários urubus camisas pretas com desenhos de cruzes de ponta cabeça com números 666, e garotas de meias rasgadas e ouvi de longe bandas tocando covers de Nirvana, Pearl Jam e músicas autorais que remetem à isso e ao som mais pesado. Se é a sua, dar uma passada por lá não fará mau. Quanto a mim, tirando a Plastic Noir que se apresentará amanhã, e Beto Brito que virá depois, acho que vai ser difícil me tirar de meu canto para ver essa programação. Mas vamos nessa. Abaixo, a programação.

Dia 14, quinta-feira

12:40 Lorem Ipsum

13:35 Conexão Neutral

14:30 Sbórnia

15:25 Mr. Kapruk

16:20 Remains

17:15 Void

18:10 Noemi

19:05 Hollywood Roses (Cover Gun N´Roses)

Dia 18, terça-feira

Cinema – Curta Muito Rock

17:00 Cabeça Metal: O Retrato dos Headbenagers de Fortaleza.

17:31 Mães de Metal

17:52 Geração Emocore.

Artes Integradas – Nomes do Nordeste

19:00 Falcão (entrevista gravada)

Dia 19, quarta-feira

12:40 D´Devils

13:35 Symphony of Discordia

14:30 The Immigrants

15:25 Roadsider

16:20 Facada

17:15 A Trigger to Forget

Dia 20, quinta-feira

12:40 Ares Carmim

13:35 Neutra Conexão

14:30 Inércia

15:25 Evernight (Cover Nightwish)

16:20 Jardim Suspenso (Cover Rita Lee e Mutantes)

17:15 Emphase (Cover The Doors)

18:10 Nayra Costa

Dia 21, sexta-feira

12:40 Piron Heron

13:35 Elmo (PB)

14:30 Faina

15:25 Plastic Fire (RJ)

16:20 End of Silence (RJ)

17:15 Purble Shades

Dia 22, sábado

12:40 A Trama

13:35 Zafirina Bomba (PB)

14:30 Clube dos Patifes

15:35 Lotus Negra

16:20 Alliance

17:15 Maglore (BA)

18:10 Kame Rider

Dia 25. terça-feira

Cinema – Curta Muito Série Curta Muito Rock

18:00 Cabeça Metal: O Retrato dos Headbangers de Fortaleza

18:31 Mães de Metal

18:52 Geração Emocore

Dia 26, quarta-feira

12:40 Compiller

13:35 Shedding Blood

14:30T he Phantom Agony

15:25 Cross of Fear

16:20 Mothers Milk

17:15 Drive Sex

Dia 27, quinta-feira

12:40 Soul de Calças

13:35 The Sputniks

14:30 Evaluna

15:25 Bolacha Preta

16:20 Beto Brito (PB)

17:15 Renegados

Dia 28, sexta-feira

12:40 In No Sense

13:35 Full Time Rockers

14:30 Andes

15:25 Os Malditos Rock Band

16:20 Royalt

17:15 Bluesnake

Dia 29, sábado

12:40 Roxanne

13:35 Lobo do Asfalto

14:30 Mezzo

15:25 Sleeping Awake

16:20 Zebra Zebra (SP)

17:15 Trem do Futuro

18:10 Diablo Motor (PE)

19:05 Zeppelin Blues

Cuca Che Guevara de 19 a 22

Dia 19, quarta-feira

18:00 Elodia

18:50 Krenak

19:40 Monster Cult

20:30 Thrunda

21:20 Dose Lethal

Dia 20

18:00 Kame Rider

18:50 Skarlet Queen

19:40 Kbco Doido

20:30 Jonnatan Doll e os Garotos Solventes

21:20 Carlinhos Nação

22:00 Sátiros

Dia 21

18:00 Felipe Rima e Banda

18:50 Mary Virgem

19:40 RDF Relatos de Fortaleza

20:30 Modus Vivendi

21:20 Os Maletas (PE)

22:00 Barra Dolls

Dia 22

18:00 Faixa de Gaza

18:50 Hate Inside

19:40 Luz Vermelha

20:30 The Knickers

21:20 NFúria

22:00 Clamus

Centro Cultural Bom Jardim

De 19 a 23

Dia 19

15:00 Same Old Shit

15:55 Sonar 85

16:50 Fundação Sonora e Poética Flor de Cactus

17:45 Irmandade Raiz

18:40 Falácia

Dia 20

15:00 Soso

15:55 Baby Lizz

16:50Flor Azul

17:45 Oráculo

18:40 Eletrocactus

Dia 21

15:00 Artigo 19

15:55 Refúgio

16:50 Inflame

17:45 Griss

18:45 Coda

Dia 22

15:00 Pre-Púlcio

15:55 Harpa

16:50 Land os Lamúria

17:45 Betrayal

18:40 Alma de Pedra

Dia 23

15:00 Love Gun

15:55 Síntese

16:50 Chicones

17:45 Buterfly

18:40 The Good Gardem

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Dia 6

18:30 My Fair Lady

19:25 Darkside

20:20 Megahertz (PI)

21:15 Warbiff

22:10 Damage

Dia 27

18:30 Arsenic

19:25 Transacionais

20:20 Maldita (RJ)

21:15 khrystal (RJ)

22:10 Mafalda Morfina

Dia 28

18:30 Selvagens a Procura de Lei

19:25 Salt

20:20 Dona Zefinha

21:15 Caco de Vidro ( Cover Pink Floyd)

22:10 Beto Brito

23 Rubber Soul (Beatles Cover)

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

POLANSKI,O AMADO E PROCURADO NA VILA.

Quero ver você me vendo lá na vila.

Começou quinta-feira passada na Vila das Artes Roman Polanski – Amado e Procurado”, mostra que abre o mês de janeiro no cineclub da vila para este 2011. Serão apresentados 8 filmes que foram produzidos entre 1965 à 1999 deste diretor que tanto chama atenção por sua obra como por sua vida pessoal. E é claro que se eu continuar podendo, vou chegar por lá para ver os filmes e ouvir os comentários da Socorro, que sempre fazem melhorar meu mal humor habitual. As seções serão apresentadas nas quintas e sextas de cada semana do mês a partir das 18:30 no auditório da vila das artes, de grátis. Segue abaixo a programação do que vai ser rodado por lá. Mais informações: 3252-1444

Programação

Dia 06
Repulsa ao Sexo
(1965)

Narra a vida de uma linda mulher mentalmente perturbada, instável e reprimida sexualmente. Sozinha no apartamento de sua irmã, com problemas no trabalho e distante de amigos, Carol Ledoux (Catherine Denueve) passa a não diferenciar o delírio da realidade. O filme foi o vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim, em 1965 e é o primeiro filme falado em inglês do diretor Roman Polanski.

Dia 07
O Bebê de Rosemary
(1968)

Adaptação do best-seller de Ira Levin, um dos clássicos do suspense, O Bebê de Rosemary é o último filme da Trilogia do Apartamento, que tem também: Repulsa ao Sexo e O inquilino. Para Polanski o filme trata da depressão pós-parto. Um casal recém-casado, Rosemary e Guy – muda - se para um novo apartamento no famoso edifício Dakota, em NY. Com a chegada de seu primeiro filho, Rosemary se vê envolta em pesadelos e alucinações.

Dia 13
Chinatown
(1974)

O filme se passa em Los Angeles, 1937. Um detetive particular (Jack Nicholson) se envolve num estranho caso de investigação e acaba sendo atacado. Ele descobre que a trama, cercada de corrupção, traições e até incesto, é muito mais complicada do que ele imaginava.

Dia 14
O Inquilino
(1976)

Roman Polanski interpreta Trelkovsky, um polonês que vive na França em um estranho e antigo edifício residencial. Seus vizinhos, que na sua maioria são velhos reclusos, o observam com um misto de desprezo e suspeita. Ao descobrir que a última inquilina do apartamento, era uma mulher jovem e bela que cometera suicídio, Trelkovsky fica obcecado pela garota morta.

Dia 20
Busca Frenética
(1988)

Um pacato médico norte-americano (Harrison Ford), visitando Paris pela segunda vez e sem saber uma única palavra de francês, precisa lidar com o misterioso desaparecimento de sua esposa (Betty Buckley). A polícia francesa e a Embaixada dos EUA no país não lhe dão muita atenção, e ele se vê sozinho na desesperada tentativa de encontrar a esposa. A atmosfera de tensão e desespero, que envolve com firmeza a narrativa, é uma das maiores virtudes de “Busca Frenética”.
Dia 21
Lua de Fel
(1992)

Num cruzeiro pelo Mediterrâneo, Oscar (Peter Coyote), um decadente novelista americano paralítico, conta a Nigel, um tímido inglês (Hugh Grant) a história do seu relacionamento com a esposa Mimi (Emmanuelle Seigner): a paixão que já existiu, o erotismo e a perversidade, o rancor e a provocação. Ao ouvir a história da relação entre Oscar e Mimi, Nigel acaba despertando seu lado livre e ousado.

Dia 27
A Morte e a Donzela
(1994)

O filme é uma adaptação da peça teatral do chileno Ariel Dorfman. Em um país sul-americano, após a queda da ditadura, Paulina Escobar (Sigourney Weaver), a mulher de um famoso advogado, fica sabendo no rádio que ele deverá chefiar as investigações das mortes ocorridas no regime militar. Pauline que fora torturada reconhece a voz de seu carrasco. Este é o estopim de um intenso jogo psicológico, que aflora a partir do momento em que Pauline deseja fazer justiça com as próprias mãos.

Dia 28
O Último Portal
(1999)

Dean Corso (Johnny Depp), um especialista em livros raros. Ele é contratado por Boris Balkan (Frank Langella), um estudioso sobre demônios. O novo cliente quer que Corso viaje à Europa e encontre outros exemplares de um livro raro que segunda a lenda teria sido escrito pelo diabo. De Nova York a Toledo, de Portugal à Paris, Corso submerge num labirinto cheio de armadilhas e tentações, lidando com violência e mortes misteriosas. O filme foi adaptado do livro El Club Dumas, de Arturo Perez-Reverte.

domingo, 9 de janeiro de 2011

DAS CARTAS NUNCA ENVIADAS PARA AS CORRESPONDÊNCIAS DE HOJE.

Enquanto não posto minhas cartas toscas por aqui, que tal dar uma olhada em alguém que realmente sabe fazer?!
A escritora Larissa Vasconcelos, depois de ter mandado por um bom tempo suas “cartas não enviadas” no blog Eu Em Tua Boca, um dos meus blogs prediletos e que está parado há mais tempo que devia, e de ter postado outros textos sobre seus trabalhos de escrita no blog Play With Guns, chegou agora com um novo projeto, o “Correspondências”, onde ela dá continuidade com seus textos poéticos em formato de cartas.

Lara gosta muito de correspondências, e trabalha muito sua boa poética nas cartas que escreve. Ela trabalha sua poesia dando forma às cartas escritas e não enviadas, usa isso para criar sua literatura, e agora chega com o Flickr Correspondências, onde traz a proposta de trocar informação com pessoas dessa cidade e de outras, conhecidos e desconhecidos. Em mensagem enviada para mim via faceboock Lara mandou a letra:

Pessoas,
estou enviando essa msg para convidá-los a participar do Correspondências.
Esse pequeno projeto possui, por hora, quatro fases. As outras três ainda são segredo, mas o passo a passo da primeira está logo abaixo.
A idéia que me move é simples, até mesmo inocente: quero promover encontros, criar e fortalecer laços. Buscar delicadezas.
Peço que encaminhem essa msg a qualquer pessoa que vocês acham que possa interessar.

1 - Trocamos um email decidindo quem começa. Eu ou você. Digamos que seja você.
2 - Você me enviar alguma coisa que você produziu agora ou que simplesmente estava guardada há muito tempo. Pode ser um texto, uma fotografia, um vídeo. Você pode gravar um som para mim. Pode desenhar... Enfim, qualquer linguagem é bem vinda. Abra suas gavetas, suas caixas de sapato, encontre algo para nós dois. Uma 3x4 do seu pai. Botões e fitinhas da sua avó. Uma dedicatória em um livro antigo. Tudo será muito bem recebido.
3 - Eu te respondo em qualquer linguagem e posto no flickr/tumblr do correspondências.
4 - A única regra é que entre as duas coisas exista uma relação, um vínculo, uma correspondência.
5 - Você pode me enviar sua mensagem por correios, email, sms de celular, pombo correio...
6 - Suas correspondências serão devidamente creditadas.
7 - Você pode responder à minha resposta.
8 - Convide alguém que você gosta muito para participar do projeto. Seria um prazer me corresponder com desconhecidos.
9 - Faça dos afetos o selo das suas correspondências.


Todas as correspondências que já recebi e respondi estão postadas nos endereços abaixo:


Meus endereços:
> emquasetudo@gmail.com
> R. Uruburetama, 350, Montese. CEP: 60410-130. Fortaleza-CE

Espero um sinal de fumaça.

Lara é uma das melhores escritoras desta cidade, e não falo isso por sermos colegas, porque as distâncias entre nós sempre existem, mas falo pela admiração que tenho por essa moça estar construindo uma literatura das melhores nesta cidade e ainda manter silêncio sobre.

O recado então está dado, e vale muito à pena participar deste projeto, pessoas que gostam de se corresponder, cultivar algum tipo de arte, já que as formas de se expressar no Correspondências são muitas. Vamos nessa então.

Fotos by Lara Vasconcelos.